old couple, husband having his wife piggyback on the beach
Incontinência

Viajar com incontinência

Um diagnóstico de incontinência não significa automaticamente que terá de deixar de viajar. Com um pouco de preparação, um plano cuidadoso e algumas sugestões e dicas, os pacientes podem continuar a ser independentes e podem continuar a desfrutar de uma vida ativa.

Quando um paciente jovem e ativo é diagnosticado com  incontinência ligeira, por norma assume-se erradamente que isso significa um fim da sua independência e que quaisquer atividades que requeiram mobilidade deixem de ser possíveis.

A happy-looking old lady is sitting at a table in a hospital room; in front of her is a board game. Two medical assistants standing far behind her and talking to each other

Um número de estudos e pesquisas confirmam esta crença:

• Pacientes limitam as suas viagens para lugares e rotas onde conhecem a localização de casas de banho públicas, preferem ser eles próprios a conduzir para que possam parar quando necessitarem. Bebem menos líquidos se planearem sair. Restringem certas atividades físicas, e geralmente saem menos.
Fonte: Abrams P, Kelleher CJ, Kerr LA, Rogers RG. Overactive bladder significantly affects quality of life. The American Journal of Managed Care. 2000;6(11):S580-S590.

• As pessoas tendem a evitar ou limitar factores, atividades e situações que podem provocar episódios de incontinência urinária. Restrições e limitações podem influenciar atividade social, viagens, atividade física, ingestão de líquidos, escolha de profissão, e relacionamentos íntimos.
Fontes: Hägglund D, Walker-Engstrom ML, Larsson G, Leppert J. Reasons why women with long-term urinary incontinence do not seek professional help: a cross-sectional population-based cohort study. Int Urogynecol J Pelvic Floor Dysfunct. Nov 2003;14(5):296-304; discussion 304.) and Thompson DL, Smith DA. Continence nursing: A whole person approach. Holistic Nursing Practice. Jan 2002 2002;16(2):14.)

• 35% das mulheres reportaram ter mudado as suas atividades para se adaptarem a esta condição. Tais medidas incluem evitar o exercício físico, viajar menos e evitar sexo. Fonte: Gallup survey, 2002.

Felizmente, não existe razão para os indivíduos que padecem de perdas de urina ligeiras deixarem de viajar ou restringir as suas atividades. Existem muitos serviços, produtos de continência e uma variada gama de equipamentos sanitários que podem ajudar na gestão da incontinência – existem também formas variadas dos pacientes fazerem a autogestão desta condição.

Preparação prévia

An elderly couple is sitting on rocky ground, while both of them are smiling into a camera, which the husband holds in front of them.

Treinar a bexiga, antes de viajar, pode ajudar a fortalecer os músculos, fazendo com que os pacientes usufruam de períodos mais longos entre as idas à casa de banho. Leia mais sobre exercícios de Kegel.

Ao prestar atenção aos sinais do corpo antes de uma viagem, é possível calcular quanto tempo a bexiga pode aguentar antes de precisar de ser esvaziada. Intervalos entre idas à casa de banho podem ser agendados para evitar a necessidade de encontrar uma casa de banho urgentemente.

Planear a viagem

An adult woman is standing outside with her mother; both are smiling happily.

O planeamento é fundamental para reduzir o stress de viajar. É uma boa ideia planear os intervalos das idas à casa de banho, assim como fazer um kit especial de viagem, onde deverá ser incluído qualquer tratamento regular, no caso de haver uma disponibilidade limitada para comprar equipamento no destino. Um kit típico deverá incluir:

• Sacos de plástico com laços de torção de fácil eliminação
• Toalhetes de mãos e produtos de limpeza antibacteriana
• Vários produtos de incontinência
• Pensos para fugas ligeiras de urina
• roupa interior de protecção
• cuecas para uma máxima proteção
• roupa interior extra, cuecas e roupas exteriores

Enquanto viaja

An adult woman is sitting with her mother on a sofa in a living room. The two women are looking happily at a photo album, while the daughter wrapped an arm around her mother’s shoulder.

Café, bebidas com cafeína, álcool ou bebidas gaseificadas devem ser limitadas ou evitadas porque são conhecidas por piorar os sintomas, no entanto deverá beber água durante a viagem para evitar outros problemas de saúde. Cortar nos líquidos com o objetivo de reduzir as perdas de urina pode efetivamente piorar a condição física.

Viajar de avião pode apresentar um conjunto de preocupações para pessoas que vivem com incontinência, no entanto o planeamento prévio pode tornar as coisas mais fáceis. Por exemplo, lugares no corredor permitem acesso fácil e rápido ás casas de banho e permite aos passageiros esticarem-se e andar o máximo possível. Ter em mente que o ar condicionado no voo é desidratante, por isso é importante beber muita água.

Existem apps que localizam as instalações sanitárias mais próximas – esta ajuda é particularmente importante em cidades desconhecidas.

Se todas estas medidas forem aplicadas é possível manter uma mobilidade pessoal confortável e desfrutar das viagens. Depois de viajar várias vezes, são estabelecidas rotinas e a confiança dos pacientes cresce juntamente com a confiança na sua habilidade para lidar com estes desafios. Tudo isto aumenta a sua qualidade de vida.