Bem vindo à HARTMANN. O nosso site usa cookies que guardam informação sobre a sua visita ao nosso website, a fim de lhe proporcionarmos uma experiência confortável e contínua como utilizador.Se continuar a navegar neste website, está a concordar com a utilização de cookies. Saiba mais sobre cookies na nossa Cookie Policy

Hábitos saudavéis

Existem vários hábitos saudáveis que se podem praticar facilmente e que podem ajudar a prevenir a incontinência urinária, ou a atenuá-la, caso já tenha aparecido.

Exercício físico

Em muitos casos, a incontinência urinária é provocada pelo enfraquecimento dos músculos do pavimento pélvico. É aconselhável praticar exercício diariamente, visto que previne o aparecimento de problemas ósseos, obstipação e obesidade.

Não é necessário realizar grandes esforços. Pelo contrário, os desportos que requerem impactos bruscos, como a aeróbica e o step, não são os mais aconselháveis, já que podem favorecer a aparição de incontinência. É suficiente realizar um exercício leve de forma regular, como por exemplo passear todos os dias.

Alimentação

  • Existe uma tendência para reduzir a ingestão de líquidos quando se sofre de perdas de urina. Mas este comportamento é incorreto, porque os líquidos são necessários para o nosso organismo e contribuem para o seu correto funcionamento. No entanto, pode-se reduzir o consumo de líquidos a partir da tarde (desde que já se tenha bebido o suficiente durante o resto do dia).
  • Convém manter um bom ritmo intestinal para evitar a prisão de ventre, fator que pode propiciar o aparecimento de perdas de urina devido à distensão da musculatura do pavimento pélvico. Uma dieta rica em fibra, uma alimentação equilibrada e uma correta ingestão de líquidos ajudam a evitar a obstipação.
  • Os alimentos que contêm muita água (diuréticos), assim como as bebidas alcoólicas, farão trabalhar o nosso organismo para produzir uma grande quantidade de urina. Não temos por que deixar de os ingerir, mas devemos conhecê-los, para controlá-los, e reduzir o seu consumo: abóbora, melão, melancia, espargos, endívias, uvas, nêspera, pêssego, alcachofra, aipo, beringela, couve-flor, cebola, bebidas alcoólicas, excitantes (chá, café, etc.).

Higiene

A higiene é fundamental e constitui o cuidado básico não só para evitar complicações como para aliviar a sensação de insegurança e desconforto. A higiene genital e de toda a zona perineal deve ser feita as vezes que forem necessárias, desde que não se abuse do sabonete, que poderá ressequir a pele. Para uma maior segurança, é conveniente utilizar produtos específicos para a higiene, como as esponjas ou as toalhitas húmidas.