Welcome to HARTMANN. We use cookies that store information about your visit on our website to provide you with a seamless and comfortable user experience.
By continuing to navigate this website you agree to the usage of cookies. Learn more about cookies in our Cookie Policy.
bg-country-switch
DermaPlast®
ACTIVE

RGCE – Repouso, gelo, compressão, elevação em roturas musculares

Uma dor lancinante, um pequeno inchaço na área afetada – a rotura de um músculo é uma das lesões desportivas mais comuns. Mas o que acontece dentro do corpo, e o que se pode fazer quando a situação é grave?

Roturas musculares
Os nossos músculos são feitos de conjuntos de fibras musculares (fascículos) e vasos sanguíneos. As unidades mais pequenas dos fascículos são fibras de músculo ou células musculares. Quando existe uma rotura muscular, algumas dessas fibras musculares são rasgadas.

Dependendo da severidade da lesão, apenas poucas, ou uma série de fibras, podem ser afetadas. Se um músculo está rasgado, todas as fibras do músculo estão rasgadas. A rutura de um músculo é frequentemente acompanhada por um hematoma, se os vasos sanguíneos também foram danificados.

Por vezes, pode chegar ao ponto em que se sente as fibras de músculo em rotura porque as fibras do músculo estão esticadas como um elástico. Depois de um músculo rasgar, ambos as extremidades se retraem, o que resulta numa brecha.

Ação rápida é imperativa
Mas o que deve fazer se rasgar um músculo? O método RGCE permite que entre em ação imediata. O Método RGCE é constituído pelas seguintes medidas de primeiros socorros:
Repouso: Pare de treinar e sente-se.
Gelo: aplique uma bolsa fria na área afetada ou ice pack.
Compressão: aplique uma ligadura na área afetada
Elevação: eleve a parte afetada do corpo (braço, perna)

Uma vez aplicados os primeiros socorros, deve consultar um médico. O médico pode recomendar uma ligadura especial que pode suportar o músculo afetado, de modo a ajudar no processo de cura. Deixe de praticar qualquer desporto durante algum tempo. Uma rotura muscular pode levar até seis semanas a sarar completamente.